TABAGISMO e seus malefícios e

 

I ) REVELAÇÕES

Segundo a “OMS” Organização Mundial de Saúde, o tabagismo é considerado uma das mais importantes causas de morte prematura em todo o mundo.

Estima-se que 16% da população brasileira sejam fumantes cerca de 30 milhões de pessoas. A estatística mundial aponta 26% de mortes masculinas e 9% de mortes femininas no mundo, atribuídas ao tabaco.

Se utilizarmos desses percentuais e aplicarmos no Brasil concluímos que cerca de 10 milhões de brasileiros são passíveis de morte prematura pelo uso do cigarro e similar.

Conforme pesquisa da Organização Panamericana de Saúde, o tabagismo é diretamente responsável por 30% das mortes por câncer no Brasil, sendo que: 90% das mortes por câncer no pulmão, 25% das mortes por doenças coronárias, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica e 25% das mortes por derrame cerebral.

O tabagismo hoje mata mais que, a soma das mortes por: Aids, cocaína, heroína, álcool, suicídios e acidentes de trânsito, sendo responsável por perdas com tratamento de doenças de US$ 200 bilhões de dólares se somados todos os países do mundo.

Sendo que, o Brasil contribui para que esse quadro se agrave dia após dia, pois somos o maior exportador de tabaco do mundo e o quarto maior produtor mundial, ficando atrás sòmente da China, dos EUA e da Índia.

O consumo do tabaco ocasiona doenças que matam três milhões de pessoas anualmente no mundo, sendo que até o ano de 2020 estima-se que esse número estará em 10 milhões.

 

II ) RISCOS A SAÚDE

O vício de fumar provoca dependência física da nicotina, o cigarro contém 4700 substâncias tóxicas que ocasionam riscos de infarto do miocárdio, avc, doenças respiratórias como a enfisema pulmonar, o câncer de pulmão, de laringe, esôfago, boca, impotência sexual (por disfunção erétil) e etc.


III ) COMPONENTES DO TABACO

Na combustão, produz milhares de substâncias que são transportadas pelo fumo até os pulmões e agem sobre o aparelho respiratório, sendo introduzidas na corrente sanguínea transformam-se em veneno ao organismo, e agrupam-se em dois grandes grupos:

· A nicotina induz ao vício e a dependência, agindo no sangue em período inferior a duas horas, sendo responsável pela maior parte dos efeitos no organismo, após esse ciclo a pessoa sente novamente vontade de fumar.

· Irritantes: O outro grupo de substâncias químicas é formado por: acroleína, acido cianídrico, amoníaco, fenóis, peróxido de nitrogênio, temos ainda o alcatrão, o alfabenzopireno, o monóxido de carbono e outros compostos cancerígenos.


Outro perigo encontra-se presente nos cigarros aromatizados com cravo, segundo trabalhos científicos feitos no EUA como o de "La Voie", a composição do cravo aliado às substâncias presentes no fumo, torna esse tipo de cigarro 1500 vezes mais tóxico que o normal.

Aumentando substancialmente os problemas respiratórios podendo levar à óbito muito mais rápido. Hoje nos EUA são ilegais, mas comercializados livremente no Brasil.

IV ) CONCLUSÃO

O site oficial da PHILIP MORRIS, o maior fabricante de cigarros do mundo, veja o que eles mesmo afirmam sobre os efeitos do cigarro na saúde humana, no entanto continuam fabricando sem pensar nas vidas humanas, visando apenas os aspectos financeiros.






AS DICAS,TRATAMENTOS E ORIENTAÇÕES CONSTANTES DESTE SITE, EM HIPÓTESE ALGUMA SUBSTITUEM NEM DISPENSAM AS CONSULTAS PERIÓDICAS AO MÉDICO.