MEL saúde vigor e vida longa



 

I ) REVELAÇÕES


Infelizmente nos dias atuais o mel como alimento caiu praticamente em desuso em função da utilização do açúcar refinado de cana.

Sua utilização restringe-se a condição de medicamento natural, antes do surgimento do açúcar da cana e da beterraba, fazia-se uso abundante do mel como alimento de primeira grandeza, que contribuía para uma vida mais saudável com maior longevidade.

Essa mudança de hábitos trouxe malefícios a humanidade, pois o mel é superior em propriedades alimentares e terapêuticas ao açúcar branco refinado.

A introdução da abelha do mel no Brasil ocorreu em 1839 no Rio de Janeiro,trazidas de Portugal pelos padres católicos.

O mel é extraído do néctar das flores que fica situado na base interna das plantas, formado por água, acúcares e outras substancias em menor proporção como: aminoácidos, minerais, vitaminas, enzimas, óleos aromáticos etc.

O mel é uma substancia viscosa, aromática e açucarada, cujas propriedades medicinais estão relacionadas com o néctar que a originou e também com o tipo de abelha que o produziu.

No Brasil existem inúmeras espécies de abelhas sem ferrão, são mais fáceis de manusear por não exigirem equipamentos especiais de proteção contra picadas e podem ser criadas próximas a zonas residenciais.

As mais comuns são: a irai, a marmelada, uruçu e a jataí por serem de fácil manejo.

Como o mel é um produto que somente especialistas podem caracteriza-lo como puro. É importante comprar o mel de empresas certificadas ou de pessoas produtoras idôneas, por ser muito comum mel adulterado e de baixa qualidade.

 


II ) CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DO MEL


O mel não estraga, pode ser consumido sem prazo de validade, quando for
envasado em vidros ou plásticos, o ideal é consumir em até dois anos, pois, ele altera a cor e o paladar.

Os nutrientes do mel são as proteínas, vitaminas e sais minerais, basicamente os mesmos para qualquer tipo de florada, podendo alterar o aroma, a viscosidade, o sabor, e a granulação.

Observar que o mel puro açucara porque a frutose e a glicose se separam, para voltar ao aspecto normal basta aquece-lo em banho maria, quanto mais escuro o mel maior o teor de sais minerais.

A escolha fica por sua conta em função do sabor que mais lhe agradar.

 

 

III ) PROPRIEDADES TERAPEUTICAS E MEDICINAIS


O mel tem ação anti-séptica, bactericida, fungicida, cicatrizante, antianêmica, digestiva, laxativa e diurética.

É indicado para uma variedade enorme de doenças preventivas e regenerativas.

Como: doenças coronárias, doenças respiratórias, tratamentos de úlceras, picadas de insetos, artrite, calvície, infecção dos rins, dor de dentes, colesterol, resfriados, velhice, obesidade, dor de garganta, enurese infantil.

Tosse, prisão de ventre, sinusite, tproteinas, vitaminas, sais naturais, ulceras, artrite, calvicie, infecção dos rinsonifica o cérebro, feridas, contusões, abscessos.Purifica o sangue, expectorante, laringite, fígado, perturbações intestinais, fraqueza geral e doenças infecciosas.

Seu uso relaxa e propicia um sono tranqüilo, combate a intoxicação alimentar, diarréias, furúnculos, tumores, queimaduras, frieiras, rachaduras, dores ciáticas, conjuntivite, digestão lenta, catarro, afta, boca. Bronquite, asma e rouquidão, nariz entupido, anemia, câimbras, pedras na bexiga e nos rins, sinusite.

Da força e recupera as energias, alimento valioso para crianças na primeira infância após os três anos de idade.

 

 

IV ) BOTULISMO INFANTIL E O USO DO MEL


Falamos de uma doença que acomete bebes e crianças com menos de um ano de idade, podendo até matar.

Alguns especialistas são mais conservadores e só recomendam o uso do mel a partir dos três anos de idade.

Pois entendem que antes disso o organismo não possui os anticorpos necessários para eliminar as toxinas.

Provocadas pela contaminação de alimentos com a bactéria “clostridiun botuliniun”, pode ocorrer com outros alimentos.

Mas foi cientificamente comprovada que em 1/3 dos casos ocorridos no mundo foram devidos a ingestão do mel.

Como se trata de uma bactéria resistente a temperaturas inferiores a 100 graus, e o mel não podendo ser aquecido a esse nível por perder suas propriedades benéficas, torna-se um produto contra-indicado nessa faixa etária.

 

 

V ) MANEIRAS DE UTILIZAÇÃO


A recomendação por especialistas é a sua utilização diária em substituição do açúcar em chás, frutas, vitaminas, e outros.

Além desse uso natural, ingerir também uma colher de sopa por dia.

O mel pode também ser usado através de misturas com a canela, com a ”aloevera” (babosa), com a farinha de trigo, com o leite.

Em forma de emplastros, chás, compressas,..., não se esquecer da exceção comentada no tópico anterior, não é indicado também a diabéticos.

 

Fontes de consulta: A. Balbachi – livro
Matéria do Jornal Correio Popular – Revista Metrópole

Site da Unesp / site da Embrapa/ mel flor da mata





AS DICAS,TRATAMENTOS E ORIENTAÇÕES CONSTANTES DESTE SITE, EM HIPÓTESE ALGUMA SUBSTITUEM NEM DISPENSAM AS CONSULTAS PERIÓDICAS AO MÉDICO.