CHÁS CASEIRO DICAS DE PREPARO
50 TIPOS DIFERENTES

O


 

I – PRÍNCIPIOS BÁSICOS

O chá ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, deve ser tomado sem exageros obedecendo-se a receita de forma criteriosa, porque da mesma maneira que os remédios convencionais, eles também podem apresentar contra indicações.
Especialmente, em pessoas portadoras de doenças alérgicas, diabetes, pressão alta, hepatite, gestantes, mulheres em fase de amamentação, epiléticos, hemofílicos e crianças em geral.
Se estiver nesse enquadramento antes de tomar qualquer tipo de chá o seu médico deve ser consultado sobre possíveis implicações.
As ervas não devem ser misturadas na feitura dos chás, não use açúcar ou adoçante interferem no principio ativo do chá, se for o caso use mel, tome de preferência quente ou morno.
Evite a ingestão do chá durante as refeições, pois dificultam a digestão, tome sempre entre as refeições com distância mínima de uma hora.
Importante observar também que o chá deve ser ingerido no período máximo de 12 horas, após esse tempo ocorre a fermentação e a consequente proliferação de bactérias devendo ser descartado e substituído.

II – DICAS DE PREPARO

Atualmente o processo de preparação e manipulação dos chás, é mais prático porque em sua maioria são adquiridos já macerados em caixinhas com saches, facilitando o preparo.
Para preparar ou conservar, evite a utilização de recipientes de alumínio de preferência aos de vidro, porcelana ou barro.
Existem quatro formas básicas de preparo dos chás:

Tisana ou Tradicional
Na qual a erva é colocada em água fervendo numa vasilha tampada deixando cozinhar de 3 a 5 cinco minutos.
Utiliza-se na seguinte proporção, para cada litro de água 4 colheres de sopa de folhas secas ou 8 colheres de sopa de folhas verdes ou ainda 5 saquinhos de 200 ml.
Após esse procedimento apague o fogo e deixe descansar por mais dez minutos. Coe e beba se for sache, retire os saquinhos.

Infusão
É o processo na qual a água fervente é despejada diretamente sobre as ervas, deixando-se o recipiente tampado por 10 minutos, pode-se utilizar também os saquinhos. Coe e use ou retire os saches.

Decocção
Essa forma é a mais adequada para cascas, sementes e raízes. A erva deve ser esmagada ou cortada em pequenos pedaços, em seguida deixe de molho em água fria, um mínimo de duas horas e depois leve ao fogo brando por alguns minutos. Coe e sirva.

Maceração
É o processo na qual a erva fica de molho por 24 horas em água fria, vinho, óleo ou vinagre.
Após este período o líquido deve ser aquecido, nesse método as propriedades benéficas das ervas são mais preservadas.

 

III – OS TIPOS DE CHÁS E SUAS PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Abacateiro
Indicação: Digestivo, bom para vesícula, fígado e elimina os gases do intestino
Uso: 2 a 3 xícaras ao dia

Alecrim
Indicação: Anemia falta de apetite, gripe e indigestão, promove o equilíbrio hormonal.
Uso: 2 xícaras ao dia podendo ser adoçado com mel a gosto.


Amora
Indicação: Infertilidade, policistos, diabetes, obesidade, osteoporose, calvície e ajuda no funcionamento dos rins e do fígado.
Uso: 3 xícaras ao dia


Arruda
Indicação: Aplicado sobre o couro cabeludo e os cabelos, combate os piolhos
Uso: 3 x ao dia até o desaparecimento.


Alfazema
Indicação: Age nas dores musculares, insônia e dores de cabeça.
Uso: 1 xícara a cada 8 horas.


Boldo do Chile
Indicação: Cólicas menstruais, vesícula e fígado.
Uso: 3 folhas de boldo para 1 litro de água bebam 1 xícara a cada 6 horas.


Bugre ou Parangaba
Indicação: Cancer, celulite, cicatrizes, febre, feridas, obesidade, circulação do sangue, tosse.
Uso: 3 xícaras ao dia.


Camomila
Indicação: Nervosismo, má digestão, e cólicas menstruais.
Uso: 3 xícaras ao dia.

Canela
Indicação: Problemas respiratórios, gripe e tosse.
Uso: 1 xícara a cada 8 horas podendo ser adicionado ao chá durante a fervura canela em pau e rodelas de limão.


Carqueja
Indicação: problemas circulatórios e reumatismo.
Uso: 3 xícaras (chá) por dia.


Casca de nozes moída
Indicação: Na fase inicial cura câncer de mama, estomago, pulmões, ovários, útero, combate o colesterol ruim, dissolve coágulos do sangue, dissolve placas de gordura, evita a trombose, desobstrui as coronárias, pressão alta, bronquite, enxaqueca e sinusite.
Uso e preparo: Selecionar as cascas higienizar e moer até transformar em pó, usar uma colher de sopa rasa do pó em 2 litros de água. Levar ao fogo e ferver durante 1 minuto, para eliminação de possíveis bactérias, tirar do fogo e deixar em infusão, sem coar.
Tomar: 2 litros por dia bem ralo e sem açúcar.


Cavalinha
Indicação: Cistite e sintomas da menopausa.
Uso: 1 xícara a cada 8 horas.


Centelha Asiática
Indicação: É calmante, normaliza a circulação, evita rugas, diurético, varizes, pernas pesadas e doloridas, dermatoses, eczemas, pele.
Uso: 2 a 3 xícaras ao dia.


Confrei
Indicação: Feridas, cortes e queimaduras, diabetes, anemia e gastrite. Uso: Aplicado diretamente nos ferimentos, somente para uso externo.

Chapéu de couro
Indicação: Intestino preso, gases, dores nas articulações e reumatismo.
Uso: 3 xícaras (chá) por dia.


Cravo da Índia
Indicação: Dores de cabeça, gases, problemas gástrico e estimulante sexual.
Uso: 1 xícara (chá) 2 vezes por dia.

Erva cidreira ou Melissa
Indicação: Melhora digestão e insônia, calmante por excelência
Uso: 1 xícara (chá) a cada 12 horas.


Erva doce ou funcho
Indicação: Calmante, digestivo, elimina gases intestinais, vômito, abre o apetite, elimina cólicas de bebês.
Uso: 2 xícaras (chá) por dia, sem adoçar.

Erva de Santa Maria ou Mastruz
Indicação: Abortivo, antiinflamatório, antiviral, anti-séptico, cicatrizante, diurético, purgante, sedativa, vermífugo, asma, bronquite, catarro, fortifica os pulmões, gripe, laringites, tosse.
Uso: 1 xícara de chá a cada 6 horas.


Eucalipto
Indicação: Gripes, tosse, febre, asma e bronquite.
Uso: 1 xícara (chá) a cada 6 horas.


Gengibre
Indicação: Melhora a digestão, diminui o cansaço, e age como descongestionante.
Uso: Adoce com mel e beba 1 xícara (chá) a cada 8 horas.

Guaco
Indicação: Tosse e gripe.
Uso: Adoce com 2 colheres (sopa) de mel e tome.


Hibisco
Indicação: Ajuda a emagrecer, queima gordura corporal, facilita o transito intestinal, reduz a retenção de líquidos, reduz o colesterol, possui ação antioxidante e antiinflamatória.
Uso: 2 colheres de sopa de hibisco para um litro de água após ferver por 5 minutos, o chá estará pronto e poderá ser consumido quente ou frio. O ideal é tomar 1 litro por dia.


Hortelã
Indicação: Azia, catarro, enjôo e vômito.
Uso: Adoce com mel e beba 1 xícara (chá) a cada 6 horas.

Limoeiro e Laranjeira (as folhas)
Indicação: Ajuda na prevenção da anemia, gripe e mau hálito.
Uso: 1 xícara (chá) 3 vezes ao dia.

Losna
Indicação: Doenças do fígado, febre e gases intestinais.
Uso: 1 xícara (chá) 3 vezes ao dia.


Louro
Indicação: Falta de apetite, má digestão e reumatismo.
Uso: 1 xícara (chá) a cada 10 horas.


Macela
Indicação: Náuseas, enjoos e desconforto estomacal.
Uso: 1 xícara (chá) a cada 8 horas.


Manjericão
Indicação: Tensão nervosa, gases intestinais, dor de garganta e gastrite.
Uso: 1 xícara (chá) 3 vezes ao dia.

Maracujá
Indicação: Calmante, emagrecedor, ansiedade, dor de cabeça, feridas, herpes, inchaço nos olhos, inflamações da pele, insônia.
Uso: 2 xícara (chá) ao dia de preferência antes de dormir.

Menta
Indicação: Dor de garganta, irritação no estômago e prisão de ventre.
Uso: 1 xícara (chá) a cada 8 horas.


Mil folhas
Indicação: Gripes, resfriados e eliminação do catarro.
Uso: 1 xícara (chá) a cada 12 horas.

O chá verde
Indicação: Promove o emagrecimento, ajuda a queimar calorias, anti envelhecimento combate os radicais livres, diabetes, cancro, auxilia na desobstrução das artérias coronárias, asma, baixa a pressão arterial, baixa o colesterol ruim, combate infecções.
Uso: 2 chávenas de chá durante o dia.

Oliveira
Indicação: Ajuda no emagrecimento, utilizado para tratamento de gripes, resfriados, antioxidante, beneficia o coração.
Uso: 3 a 4 xícaras (chá) diariamente.

Pariparoba
Indicações: Distúrbios do fígado, vesícula, baço, azia, diabetes, colesterol, diurético, intestinos, estomago.
Uso: 2 a 3 xícaras ao dia.


Picão
Indicação: Boca amarga, amidalites, icterícia, asma, hepatite, bronquite, anti catarral.
Uso: 1 ª 2 xícara (chá) ao dia.

Pitanga
Indicações: Afecções do fígado, bronquite, cólicas, diabetes, reumatismo, colesterol, diarréia, febres, gota, hipertensão, infecções da garganta, limpar e descongestionar a pele do rosto, queda e oleosidade dos cabelos.
Uso: 2 a 3 xícaras ao dia.

Poejo
Indicação: Acidez estomacal e catarro.
Uso: 1 xícara (chá) a cada 6 horas.

Quebra pedra
Indicação: Infecções urinárias e pedras nos rins.
Uso: 1 xícara (chá) a cada 6 horas.


Sabugueiro
Indicação: Amenizar catarro em excesso e incômodos causados pela bronquite.
Uso: 2 xícaras (chá) por dia.


Salsa
Indicação: Gases, circulação e para aumentar o desejo sexual.
Uso: 3 xícaras (chá) por dia.


Sálvia
Indicação: Ansiedade, garganta irritada, mau hálito e problemas digestivos.
1 xícara (chá) a cada 8 horas.

Sene
Indicação:Pedra nos rins, age também nos instestinos como diurético e promove o emagrecimento.
Uso: 3 xícaras (chá) por dia.


Sucupira
Indicação: Para tratamento de doenças ósseas, artrite, artrose, reumatismo, úlceras, dermatoses, reumatismo agudo.
Uso: veja matéria específica no nosso site: http://www.vigorevida.com.br/materias/sucupira.htm

Tanchagem
Indicação: Inflamações na garganta, gengivite, estomatite, faringite, amigdalite, infecções urinárias e prisão de ventre.
Uso: Faça gargarejos de 3 minutos, com intervalo de 30 minutos entre cada gargarejo., estomatite, faringite e amigdalite.

Tomilho
Indicação: Gripe, resfriado, cólicas, prisão de ventre e falta de apetite.
Uso: 1 xícara (chá) 3 vezes por dia.

Unha de gato
Indicação: Artrite, reumatismo, sinusite, rinite e abscessos cutâneos.
Uso: 2 a 3 xícaras (chá) ao dia.


Urucum
Indicação: Uso interno na cura de anemia, bronquite e prisão de ventre.
Uso externo: Nas queimaduras
Uso: 2 a 3 xícaras ao dia.


Valeriana
Indicação: Nervosismo, insônia, estresse, câimbras, menopausa, sedativo.
Uso: 1 xícara (chá) 3 vezes por dia.

Zimbro
Indicação: Reumatismo, bronquite, rins e cálculos renais
Uso: 1 xícara (chá) no intervalo das refeições.


Fontes de consulta: Wikipédia / livro: Revista Saúde de Bolso e sites variados.


AS DICAS,TRATAMENTOS E ORIENTAÇÕES CONSTANTES DESTE SITE, EM HIPÓTESE ALGUMA SUBSTITUEM NEM DISPENSAM AS CONSULTAS PERIÓDICAS AO MÉDICO.